Discussão:Bicicentro

De Mercado Sul
Ir para: navegação, pesquisa

Construção de Projeto de apoio ao Bicicentro em 2017

CNPJ e Parcerias

- Embaixada da Holanda: Pode ser um bom parceiro neste processo, pois dialoga sobre o tema mobilildade urbana. Houve proposta de evento a embaixada sobre mobilidade com bicicleta.

- MIT/Massachussets: Projeto de até 250 mil dólares, focado em desobediência d@s coletiv@s e organizações.

- Nit.org (Contínuo)

- Instituto Clima e Sociedade | ICS: Organização com foco em mudanças climáticas. Telefone do Walter, articulador da organização. Ligar e dialogar com o mesmo. (Beco: Agricultura urbana; reciclagem de papelão e saco de cimento; bicicentro).

- Edital Itaú

Parceiros Locais

- Ocupação Cultural Mercado Sul Vive

- Ecoloja / Ecofeira

- Taguaciclo/DF

Parceiros com CNPJ

- Rede Nossa Brasília | Inesc: Está em processo de renovação. Passa por reunião do Conselho Deliberativo. Via o Inesc, achamos ser possível dialogar. Contudo, há o desafio da contrapartida para a organização (Proposta: 10%). Yuriê falará durante a reunião sobre esta possibilidade.

- União de Ciclistas do Brasil | UCB: passa a ser associar a entidade, e a partir disso, utilizar o aporte da instituição – pessoa fisica, entidades atuantes – tem poder de voto (contribuição R$120,00 por ano), apoiadoras e empresas). Desafio: o Bicicentro se associar. Há uma questão importante – a UCB já recebeu recursos do Itau.

- Ruas (Jovem de Expressão):

- Ponto de Cultura Mundo, Olhares e Saberes: Está próximo a Taguatinga, e poderia ser o CNPJ. Realizaram oficinas de mecânica de bicicleta durante os Saraus, realizados em 2016. (Dani busca o contato / Artur dialoga com o sobre o assunto).


O Bicicentro Comunitário (estratégia, ação) (O que é? / O que não é?)

Um espaço de convivência e articulação comunitária da cultura da bicicleta, voltado para pensar a ciclomobilidade através de cursos de formação, produção de ações parceiras articulação de políticas públicas. (Falar da comunidade Mercado Sul). Internamente o foco é utilizar a bicicleta de forma mais sistemática. Para fora se dá na atuação da política pública de mobilidade urbana. Ser um espaço político de referência da bicicleta no Distrito Federal.

A cultura da bicicleta é muito mais profunda – ver a cidade, pensar a cidade, através do direito a cidade.

Por ser um local comunitário, o desafio é atrair mais pessoas para ocupar este espaço fortalecendo a dinâmica local.

Dimensal Beco: Oferecer condições para o uso cotidiano da bicicleta pelo máximo de pessoas do Mercado Sul. Inserção da bicicleta de modo transversal nos projetos culturais e sociais que envolvem o Mercado Sul.

Dimensão Taguatinga: Ser um espaço de convivência e de suporte da cultura da bicicleta; promoção de atividades culturais, sociais, formativas, recreativas e em especial de mobilização.

Dimensão Distrito Federal e Entorno: Construir e fortalecer parcerias com organizações que atuam na pauta da mobilidade, fortalecendo a articulação em rede; debater o uso da bicicleta e da mobilidade urbana.

Aprofundar a perspectiva comunitária significa: valorização dos trabalhos e produtos desenvolvimento pelos moradores; fortalecer a solidariedade, confiança dos que ali residem; construir

Propostas de ações e atividades

Promover a capacidade da autonomia, através da geração de renda e promoção do trabalho coletivo e autogestionado. - Constituição das vocações econômicas do espaço

- Promoção de um Curso de Mecânica de Bicicleta, com 4 módulos – Mecânica Básica; Customização e Reboque de Bicicleta; Montagem (Conhecimentos Transversais - Trabalho Associado (com articulação para estagiar na Taguaciclo).

- Estruturação da Oficina/Aquisição de Equipamentos; - Parceria com lojas e bicicletarias; entre outros).

- Estande de manutenção básica de bicicleta durante as Ecofeiras, evento local promovido na comunidade.

- Desenvolvimento, estímulo e produção de diversos produtos para bicicleta (alforjas, protetores de bolsos) sempre com uma perspectiva sustentável e de durabilidade.

- Fortalecer as troca de peças de bicicleta, bem como reutilização e destinação consciente das que não servirem mais.

- Articulação com bicicletarias e espaços de bicicleta para a formação de um banco de dados de oportunidades do projeto.

Promoção da articulação em rede na ciclomobilidade do Distrito Federal e Entorno

- Promover Encontros/Seminários/Festivais/Cines sobre o tema da ciclomobilidade.

- Promover campanhas em outros municípios e RAs sobre a política pública da bicicleta.

- Atuação em pautas importantes visando a construção de ciclomobilidade no Distrito Federal e Entorno, em especial, em Taguatinga/DF.

- Pesquisa local envolvendo o uso da bicicleta, além de fomentar a entrega de materiais utilizando a bike como veículo de transporte.


Investimento e Aspectos Logísticos

Yuriê relata que teve um diálogo com o Itau. Acredita que vale a pena investir no Edital. O valor do edital é de até R$100.000,00 (cem mil reais)

Possibilidades de Linhas de Ação para projetos

a) Mobilização DF e Entorno

b) Cursos de Formação em 3 etapas (1.Mecânica de Bike / 2.Customização de bikes e bici-máquinas / 3.Desenvolvimento bike super-ecológica)

c) Banco de dados dos parceiros

d) Espaço do ciclista próximo ao metrô / Bici-Ponto (manutenção de bicicleta de forma autônoma).

e) Mural de Eventos